Escolas com hortas / by thais russo

A cidade de Burnley, na Inglaterra, perguntou aos seus professores como a natureza poderia ensinar a viver no século XXI e as respostas, na sua maioria, estressaram a importância de interconectividade: a natureza como marco de que pertencemos a um mundo maior do que aquele ao nosso redor. Assim, criou-se um programa para cada escola pública da cidade estabelecer e manter uma horta, onde estudantes, professores e a comunidade participam.

 Muitas das escolas plantaram frutas e nozes, criando no processo uma série de projetos paralelos, como mecanismos de irrigação, pequenas estufas construídas com material reciclado e cursos relacionados ao bem-estar, trocando informação, produtos e know-how entre si. Tudo isso faz parte de um projeto maior chamado “Pop-up Farm”, que já implantou jardins e hortas na Europa, Ásia e África, conectando diversas comunidades ao redor do mundo.